INÍCIO BLOG Como as condições das estradas influenciam o valor do frete?
Blog fb linkedin e mail 01

Postado Qui, 14 de Fevereiro de 2019, 08:17:00

Como as condições das estradas influenciam o valor do frete?

As condições das estradas brasileiras afetam a segurança dos motoristas e o transporte de cargas. Um estudo feito pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) identificou que 57% das rodovias apresentam algum problema em relação à sinalização, geometria ou pavimentação. Por isso, as empresas utilizam esse fator na hora de calcular o valor do frete.
 
O estado precário de muitas rodovias gera um aumento no custo das manutenções dos veículos, no consumo de combustível e modifica o tempo do percurso. A seguir, é possível compreender melhor a influência desses fatores no cálculo.

Por que a transportadora precisa considerar as condições das estradas?

Qual é o melhor percurso para o motorista: realizar um trajeto de 100 quilômetros no trecho duplicado da BR 101 ou transitar a mesma distância na pista simples da BR 470?
 
Provavelmente, motociclistas e demais motoristas diriam que preferem a BR 101. Afinal, ela transmite mais segurança, proporciona mais rapidez ao deslocamento e menor risco de furos no pneu (devido à quantidade reduzida de buracos).
 
Já a BR 470 tem diversos problemas que o motorista deve enfrentar: falta de sinalização adequada, desgaste da estrada, curvas acentuadas, pista simples que dificulta as ultrapassagens e filas extensas.
 
Nesse exemplo, é possível perceber alguns motivos para as condições das estradas apresentarem uma forte influência no valor do frete. Se para um motorista de ocasião esses fatores tornam-se negativos, para uma transportadora eles representam perda de dinheiro.


Como a baixa qualidade da rodovia implica no valor do frete?


A falta de qualidade na rodovia implica em perdas de produtos durante o trajeto, aumento no tempo da viagem, depreciação do veículo e maior consumo de combustível. Para complementar, o tempo que o motorista fica parado em uma rodovia congestionada significa que ele não está disponível para realizar outro frete.
 
Em regiões mais inseguras, como na grande São Paulo e no Rio de Janeiro, há ainda o risco de assaltos na estrada. Sendo assim, muitas transportadoras precisam investir em tecnologia para monitorar as cargas em tempo real a fim de evitar roubos e rodovias congestionadas.
 
Segundo a pesquisa realizada pela CNT, os problemas na pavimentação representam um aumento em torno de 26,7% no custo ao transportador. Logo, a somatória desses fatores deve ser considerada na hora de calcular o valor do frete, uma vez que a organização também precisa manter uma margem de lucro razoável.
 
Inserir esses custos na hora de calcular o frete também é uma forma de garantir a segurança e eficiência do transporte, pois a empresa terá recursos para investir em revisões e manutenções dos veículos que estão na rodovia.
 
Portanto, é possível perceber que as condições das estradas interferem bastante no valor
do frete. Por isso, é comum a empresa notar diferenças significativas no preço do transporte para o mesmo tipo de carga para regiões diferentes.

Quer saber mais sobre os fatores que incidem no cálculo do frete? Entenda como é computado o piso mínimo para o transporte!

COMENTAR

0 Comentário(s)